segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Delírios noturnos

Nem tudo o que desejo

É compreendido.

Nem todos os meus beijos

São correspondidos.

Nem todos os meus sonhos

São cumpridos.

Nem todas as vontades

São vividas.

Nem todos os lugares

São esquecidos.

Nem todos os anseios

São concedidos.

Nem todos os amores

São pervertidos.

Nem todos os meninos

São (censurado).

Nenhum comentário:

Postar um comentário